09
março
2012
A Revista Brasileira de Linguística Aplicada agora é QUALIS A1. Conheça um pouco de sua história

 

Em 2009, o Prof. Vilson Leffa, então presidente da ALAB, teve a ideia de criar um periódico para nossa associação. Receoso de que as mudanças de administração a cada dois anos pudessem interferir na periodicidade da revista, ele buscou uma universidade parceira que pudesse abrigá-la e se responsabilizar pelo seu gerenciamento, incluindo seus custos.

 

A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), por meio de seu Programa de Pós-graduação em Estudos Linguísticos, aceitou o desafio. O Conselho Consultivo da ALAB decidiu quem seriam os pesquisadores a serem convidados para o Conselho Editorial e deu-se a partida para o projeto da Revista Brasileira de Linguística Aplicada. Sua criação coincidiu com a eleição de um grupo de professoras da UFMG para o biênio 2000-2002 na direção da ALAB. Sua primeira editora chefe foi a Profa Deise Prina, então vice-presidente da ALAB, tendo como co-editores os professores Vera Menezes (então presidente da ALAB) Heliana Mello (então secretária da ALAB) e Fábio Alves, todos da UFMG. O primeiro número foi lançado no segundo semestre de 2001, durante o VI Congresso Brasileiro da ALAB (CBLA).

 

Atualmente sua editora chefe é a Profa Vera Menezes e os co-editores são o Prof. Ricardo Augusto de Souza e a Profa. Carla Coscarelli, todos da UFMG. Em 2010, a revista passou a fazer parte do Scielo, deixou de ser bimestral e, atualmente,  publica quatro volumes por ano, dois gerais e dois temáticos,  sendo um totalmente em inglês em busca da internacionalização da linguística aplicada brasileira.

 

A revista, que era QUALIS A2,  foi reavaliada pela CAPES em 2012 e agora é QUALIS A1. A RBLA conta com apoio financeiro da Faculdade de Letras da UFMG, da Fundação de  Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerias (FAPEMIG) e do Conselho Nacional de Pesquisa (CNPq).

Leia mais informações sobre a revista em http://www.periodicos.letras.ufmg.br/rbla/

 

Profa. Dra. Vera Menezes (UFMG)