Homenagem professora Ana Mariza Benedetti

08/03/2021

Homenagem professora Ana Mariza Benedetti

Seus colegas de linha de pesquisa (Ensino e Aprendizagem de Línguas) do Programa de Estudos da Linguagem (PPGEL) da UNESP de Rio Preto, escreveram um texto em homenagem a ela. Leia: 

Ana Mariza Benedetti, professora de língua espanhola, pesquisadora na área de Linguística Aplicada e nossa grande amiga nos deixou no dia 01 de março de 2021. Sua partida foi prematura, causada por um câncer de pâncreas agressivo, e nos deixou profundamente entristecidos.Neste texto, queremos prestar-lhe homenagem, compartilhando lembranças de bons momentos em que estivemos juntos como membros da linha de pesquisa de Ensino e Aprendizagem de Línguas (EAL), do Programa de Estudos Linguísticos (PPGEL) da UNESP – São José do Rio Preto. Ana Mariza integrou a equipe de criação do PPGEL, em 1998 e passou a atuar como docente vinculada a esse programa desde o início. Naquele momento, apenas Ana Mariza, Douglas Altamiro Consolo, e Maria Helena Vieira-Abrahão integravam a linha de EAL e atuaram na seleção dos primeiros mestrandos e no oferecimento de disciplinas de pós-graduação, em EAL. Posteriormente, os professores João Antônio Telles, e Solange Aranha e, mais recentemente, Suzi Marques SpattiCavalari e Lilia Abreu-Tardelli ingressaram como membros da linha. Em 2006, Ana Mariza, João, Maria Helena e Douglas submeteram um projeto inovador à FAPESP, o “Teletandem Brasil: línguas estrangeiras para todos”. Apoiado na modalidade projeto temático entre 2007 e 2010, o Teletandem Brasil possibilitou inúmeras oportunidades para o trabalho acadêmico em equipe. Trabalhamos muito bem juntos, em harmonia acadêmica e pessoal.


Para além das atividades acadêmicas que realizamos com a Ana Mariza, gostaríamos de compartilhar as lembranças do cotidiano - aquelas “pequenezas” do dia a dia que definem quem somos. Ana estava sempre disponível e a porta de seu gabinete no Departamento de Letras Modernas ficava entreaberta:era um convite para um “bom dia” e, muitas vezes, para um cafezinho na copa do Departamento. Ela geralmente almoçava na cantina do campus, o que permitia que pudéssemos encontrá-la em momentos de ócio para um bate-papo. Como era bem informada e ótima ouvinte, esses encontros rendiam muita conversa boa em companhia de colegas dos variados cursos oferecidos no instituto e também de alunos.Quando participávamos de bancas de defesa em que havia algum tipo de comemoração, Ana gostava de brindar com um chope “Black” – apenas um! Ela era considerada excelente companheira em viagens para apresentação de trabalhos em congressos. Seu espírito livre e aventureiro “obrigava” a todos a explorar os lugares e apreciar os costumes e as tradições das cidades que visitávamos. Em viagem para Tóquio, no Japão, para participar do Congresso Internacional de Linguística Aplicada (AILA) de 1999, Ana vestiu um chapéu oriental à venda em uma lojinha de lembranças para fazer gracejos, o que rendeu boas risadas e uma bela foto com o Monte Fuji ao fundo. Em outro Congresso da AILA, realizado em Essen, na Alemanha, em 2008, ela se “enfeitiçou” pelo sabor doStrudel de maçã acompanhado de sorvete feito com favas de baunilha.


Quando anunciou que se aposentaria e iria viver em Florianópolis (SC) para estar mais perto da família, ficamos tristes por perder sua convivência próxima e diária. Ao mesmo tempo, ficamos felizes ao compartilhar de sua energia e motivação para viver outras experiências além daquelas que havia vivenciado em sua carreira como docente-pesquisadora. Sua despedida da UNESP-São José do Rio Preto, em 2016, foi marcada por festas, presentes e homenagens. Ela merecia. E ainda merece. Que Ana seja lembrada pela generosidade, temperança e leveza que marcaram sua trajetória entre nós.

 

Douglas Altamiro Consolo

João Antônio Telles

Lília Abreu-Tardelli

Maria Helena Vieira-Abrahão

Solange Aranha

Suzi Marques SpattiCavalari

Homenagem professora Ana Mariza Benedetti