Dossiê temático 2022.3 Letras Raras (Qualis B1) - Revista Bilíngue

28/01/2022

Dossiê temático 2022.3 Letras Raras (Qualis B1) - Revista Bilíngue

Dossiê Temático: ESTUDOS LINGUÍSTICOS A PARTIR DE PERSPECTIVAS SOCIOINTERACIONAIS
Revista: Letras Raras (Qualis B1) - Revista bilíngue
Prazo para envio: 30 de junho de 2022
Previsão de publicação: setembro de 2022
Editores: Ricardo Rios Barreto Filho (UFPE), Herbertt Neves (UFCG), Otávia Pinheiro Pedrosa Fernandes (UFPE), Mariana Lima Becker (Boston College-EUA)

Informações: http://revistas.ufcg.edu.br/ch/index.php/RLR/announcement
http://revistas.ufcg.edu.br/ch/index.php/RLR/announcement/view/82

APRESENTAÇÃO

Considerando que a proposta da Revista Letras Raras é promover a discussão e divulgação de pesquisas na área das Ciências da Linguagem e de suas múltiplas manifestações, propomos o dossiê temático “Estudos Linguísticos a partir de perspectivas sociointeracionais”. Nosso objetivo é reunir trabalhos que proponham reflexões de natureza teórica e/ou aplicada sobre o estudo da língua(gem) em perspectiva(s) sociointeracional(is).

Levando-se em conta que a língua pode ser estudada de diversas maneiras, essa proposta de dossiê se concentra especificamente nos estudos que a entendem como uma atividade social situada histórica e culturalmente. Este ponto de vista não está limitado a uma única abordagem teórica ou a um único grupo de autores. Na verdade, há uma miríade de abordagens que enxergam a língua dessa maneira. Para apontar algumas, podemos citar a Análise da Conversação, Linguística Textual, Sociolinguísticas, Antropologia Linguística, Teoria Dialógica da Linguagem, Análises do Discurso, Funcionalismos Linguísticos, entre outras.

Marcuschi (2008, p. 64) resume essa visão ao explicar que a língua é "uma atividade, isto é, uma prática sociointerativa de base cognitiva e histórica”. Assim, nota-se que essa visão se distancia de tendências mais formalistas que visam à descrição da língua limitada ao sistema. Além dos aspectos estruturais constitutivos da língua, interessa-nos observar como estes estão relacionados a práticas sociais. Desse modo, a análise de textos e discursos torna-se um procedimento essencial para o estudo da língua em sua relação com a sociedade.

Outra questão comum aos estudos da língua de natureza sociointeracional é a percepção de que a linguagem não é neutra, mas atravessada por questões sociais e humanas, como a ideologia, sociedade, cultura, história, entre outros. Conforme explica Volochinov (2017, p. 181),  “não  são  palavras  o  que  pronunciamos  ou  escutamos,  mas verdades  ou  mentiras,  coisas  boas  ou  más,  importantes  ou  triviais,  agradáveis  ou desagradáveis,  etc”. Nessa perspectiva, a linguagem está orientada pelas necessidades interacionais dos sujeitos e, por isso, deve ser estudada considerando-se o contexto de produção e recepção.

Sem desconsiderar a natureza interacional da língua, Koch (2003, p. 125) explica que ela é sistemática na medida em que apresenta elementos inter-relacionados nos diversos níveis: fonológico, morfológico, sintático e semântico. Porém, a autora salienta que “[a língua] só se realiza  enquanto prática social, quer dizer, os seres humanos nas suas práticas sociais usam a língua e a língua só se configura nessas práticas”.

Os temas que podem ser trabalhados sob esse viés são igualmente diversos, mas em comum prestam particular atenção no uso da língua a partir de contextos situados. Assim, o presente dossiê busca reunir trabalhos que abordam as relações entre as escolhas linguísticas e a sociedade como um todo, o que pode abranger relações de trabalho, ensino, aprendizagem, fala e escrita, textualidade, linguagem on-line, (im)polidez, entre outros. Também são bem-vindas contribuições teórico-metodológicas cujo objetivo seja pensar a relação entre a linguagem e a interação social, nos seus diversos níveis.

Além disso, é importante salientar que a multidisciplinaridade também é bem-vinda ao considerarmos o objetivo deste dossiê. Se o contexto de uso é um fator fundamental para a análise da língua(gem) em sua relação com a interação social, é em certa medida esperado que os estudos apresentados mantenham relações com áreas afins, como Educação, Literatura, História, Antropologia, Comunicação, Sociologia, apenas para citar algumas. Dessa forma, pretendemos reunir trabalhos com um olhar plural sobre a linguagem, contanto que estejam alinhados com a proposta do dossiê, bem como com a política editorial da revista.